Home » Destaques » CASO HIRO: Justiça decreta prisão de 3 principais acusados da agressão

CASO HIRO: Justiça decreta prisão de 3 principais acusados da agressão

 Caso Hiro: Polícia Civil não quis se pronunciar sobre a operação nem divulgar o nome dos presos. Confirmação partiu do comandante do 21º BPM de Itaperuna.

hiro1_11
Marcos Hiroyuki sofreu graves lesões e necessita de dispendioso e longo tratamento médico. Foto: Arquivo de família.

 

 

 

 

Após quase quase 4 meses de investigações a  143ªDP de Itaperuna concluiu o inquérito que apurava a covarde agressão sofrida pelo professor de capoeira porciunculense Marcos Hiroyuki, no dia 29 de novembro do ano passado, na saída de uma casa de shows em Itaperuna. O Caso Hiro, como ficou mais conhecido, teve grande repercussão e comoveu não só Porciúncula, como toda região.

Segundo o Cel. Sylvio Guerra comandante do 29º BPM Itaperuna, os dois acusados civis, foram presos em casa no final da tarde de hoje, estando nas dependências da 143 DP, devendo seguir nas próximas horas para a Casa de Custódia, no próprio município. Já o Policial Militar, também acusado no inquérito, alegou problemas de saúde, podendo vir a ser  internado com escolta policial e dependendo da avaliação médica, ser transferido para uma unidade prisional da própria Policia Militar, na  capital do estado.

Marcos Hiroyuki Iwata  está com graves sequelas em virtude das lesões sofridas, necessitando de tratamentos específicos, como os de fisioterapia e fonoaudiologia. Só a operação para implante de uma calota craniana, pode custar aproximadamente R$ 100 mil reais. Estima-se que o gasto mensal com seu tratamento esteja na casa de 8 a 10 mil reais mês.

11035473_1559216074349498_7854730224845342033_n

Dois dos seus irmãos  tiveram que deixar seus empregos, para ajudar no tratamento de Hirô, que já começa a dar os primeiros passos. A ajuda de parentes e amigos tem sido fundamental para custear o tratamento de Hiro, que precisa se deslocar constantemente ao Rio de Janeiro, em hospitais de referência para seu tipo de tratamento. Só neste mês, o jovem precisou se deslocar ao RJ onde sofreu cirurgia para fixar pinos em seu maxilar, quebrado em diferentes lugares, devido a selvageria das agressões.

A família postou um vídeo caseiro com as primeiras imagens de Hiro, pouco depois de sair do hospital, onde ficou em coma por quase 2 meses. Veja abaixo.

Solidários com a situação de Hiro, amigos da família sugeriram que fosse aberta uma conta bancária, onde se pudesse fazer doações para ajudar a custear o dispendioso tratamento.

A conta é no Banco do Brasil, agência 2483-x variação 051. Conta nº 20801-9, em nome de Marília Iwata e você também pode ajudar fazendo qualquer sua doação.

988944_858312510891142_6274755138429494306_n

Val Oliveira/Blog do Tribuna

 

unidas farma Jose Tannus 1 unidas farma Jose Tannus 2 unidas farma Jose Tannus 3

 

Veja também

A verdadeira história da música Ragatanga

Em tuíte com mais de 32 000 curtidas, rapaz decidiu explicar o “verdadeiro” significado da …

Calor no RJ pode chegar aos 40°C nesta sexta-feira

O calor no RJ continua. Uma frente fria chega nesta sexta-feira (20)na região, mas só …

Seca: Natividade também decreta situação de emergência

Seca na região Noroeste Fluminense continua e Natividade também decreta situação de emergência A Secretaria de …