Home » Destaques » Corpo de Sérgio Lourenço é sepultado no cemitério de Porciúncula

Corpo de Sérgio Lourenço é sepultado no cemitério de Porciúncula

Amigos e familiares de Sérgio Lourenço da Silva, funcionário do Ciep 261, compareceram à Capela Mortuária Municipal, onde, em breve velório, prestaram a última homenagem a Sergio, que foi enterrado nas primeiras horas da noite.

10940567_333188410201682_911672763286664868_n

Sérgio estava desaparecido desde quinta-feira, dia 15 quando saiu de sua residência, dizendo a esposa que iria a uma agência bancária, não retornando para casa depois disto.

Durante vários dias, amigos, familiares e a polícia, o procuraram em vão. Seu telefone celular continuava ligado, mas ninguém atendia as ligações. Segundo informações, Sérgio teria sido visto pela última vez, em uma loja, onde comprou um par de sandálias, não sendo mais visto depois disto.

Na tarde de domingo, dia 18, um popular trafegando na estrada que liga Porciúncula à rampa de voo livre, sentindo um forte mau cheiro nas proximidades da estrada, entrou em uma clareira e deparou com um corpo já em adiantado estado de decomposição. A Polícia Militar foi acionada, comparecendo ao local, onde, através do biotipo e das roupas da vítima, suspeitou tratar-se de Sergio Lourenço.

Parentes de Sérgio foram chamados ao local para a difícil e dolorosa tarefa de reconhecer o corpo, mas, como não houve condições apropriadas para uma identificação visual, foram necessários o reconhecimento da arcada dentária. (O exame de DNA, que dará 100% de certeza de identificação, só ficará pronto após duas semanas).

A causa mortis não foi ainda revelada, mas, as primeiras informações confirmam que Sérgio foi assassinado em outro local, visto que, onde foi encontrado o corpo, não havia marcas de sangue e junto ao corpo, um tapete foi encontrado e, segundo alguns policiais, o mesmo teria sido utilizado para envolver o corpo, do local do crime ao local onde o corpo foi encontrado.

Muito querido pela família, pelos colegas de trabalho e por seus amigos, Sérgio, não pode receber a última homenagem de muitos, pela celeridade do velório, que teve o cachão lacrado, devido ao tempo do falecimento.

O crime está sendo investigado pela 139ª DP.

Val Oliveira/Blog do Tribuna

 

 

Veja também

Seca na região: 10 cidades estão em estado de emergência

Seca na região: Situação é mais crítica nas regiões Norte e Noroeste do estado. 10 …

Estiagem: Cedae reduz abastecimento de água em municípios

Estiagem prolongada baixa nível de rios e Cedae reduz abastecimento de água em vários municípios. Santa …

Hugo Freitas: O campeão do Jiu-Jitsu voltou!

Hugo Freitas, uma grande promessa no Jiu-Jitsu, que com apenas 10 anos de idade,  já tem …