Home » Destaques » Defesa Civil já alerta população para economizar água em Campos dos Goytacases

Defesa Civil já alerta população para economizar água em Campos dos Goytacases

Rio Paraíba do Sul continua baixando, na pior estiagem dos últimos 40 anos.

CP1
Rio Paraíba do Sul, em Campos

 

Com o nível de água atingindo a cota dos 4,62 metros na manhã de hoje, 22 de janeiro, a Defesa Civil de Campos dos Goytacases, no norte do RJ faz um alerta  a população para que economize água. Segundo a meteorologia, não há previsão de chuvas para os próximos dias na região da Zona da Mata mineira nem na região Sul de São Paulo,onde ficam as cabeceiras do rio. o que pode agravar ainda mais o problema, que atinge não só Campos, mas todos os municípios por onde passa o Paraíba.

CP310pds-gb

Segundo o secretário de Defesa Civil de Campos, Henrique Oliveira, a estiagem atual é a maior dos últimos 40 anos e recomenda, que a população ecomize água.

Em municípios da região noroeste do estado, a situação em alguns municípios já chega a ser alarmante, com o nível dos rios Pomba, Muriaé e Carangola comparados aos meses de novembro e dezembro do ano passado.Na contra-mão desses fatos, poucos são os municípios que fazem campanha educativas de como economizar água ou mesmo campanhas de esclarecimento da situação a seus munícipes.

As notícias que chegam das empresas de meteorologia são ainda mais desanimadoras, segundo a  Climatempo, as chuvas que devem chegar aos reservatórios das regiões Sudeste e Centro-Oeste do país para geração de energia elétrica no mês de fevereiro, deverão ficar no máximo, em 60% da média histórica para o mês, o que deve agravar ainda mais a crise no abastecimento de água em muitas cidades.

SECA
O sistema Cantareira, em São Paulo já está em colapso

 

 

O grande consumo de água neste verão, também é um fator determinante para a crise, visto que, com a ausência de chuvas e as altas temperaturas registradas, a população não somente aumenta o consumo de energia, com o uso de ventiladores ou ar condicionados, mas também o de água, com o uso de piscinas domésticas e vários banhos por dia.

Segundo o Climatempo, as chuvas neste período úmido, assim como ocorreu no ano passado, estão vindo muito abaixo das previsões iniciais enquanto as temperaturas batem recordes. As empresas do setor de meteorologia são unânimes em afirmar que as afluências de chuvas na região sudeste terminem janeiro a 44 % da média histórica registrada até hoje. número ainda menor do que foi registrado em janeiro do ano passado, choveu 54 por cento da média no Sudeste.

IMG_7641~1
Rio Muriaé, no município fluminense de Italva

 

Para completar o quadro, as previsões nos meses de fevereiro, março e abril, últimos meses do período úmido, são de que as chuvas continuarão abaixo da média histórica e , segundo o Climatempo e nem as chuvas esperadas nos próximos dias na região, poderão ou deverão mudar este quadro.

 

Como dizem que o Brasil só começa a funcionar depois do carnaval, só nos resta torcer para que as previsões não se concretizem e que a o aquecimento das águas equatoriais do Oceano Pacífico,  que provocam hoje a formação de nuvens, tragam ventos à nosso favor e não na direção contrária a América do Sul, como acontece hoje.

Veja também

Técnica Judiciária foi morta a mando do marido

Polícia conclui que Técnica Judiciária foi morta a mando do próprio marido em Campos dos …

Estuprador é condenado a 14 anos de prisão em Campos

Crime ocorreu em março deste ano em Campos dos Goytacases. Acusado havia estuprado uma estudante …

Vídeo mostra acidente em Campos envolvendo 4 carros

Colisão foi registrada no fim da manhã deste domingo. Motorista causador do acidente em Campos …