Home » Destaques » FIES terá nova chamada ainda este ano

FIES terá nova chamada ainda este ano

A segunda edição do FIES vai priorizar cursos com notas 4 e 5 nos indicadores de qualidade do MEC e estudantes matriculados nas regiões Norte e Nordeste

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, confirmou na  segunda-feira (8) que o governo federal reabrirá o sistema do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Ele anunciou a decisão no programa “Roda Viva”, da TV Cultura, mas publicou a informação minutos antes do início do programa em seu perfil pessoal no Facebook.

rjr1

O ministro da Educação Renato Janine Ribeiro anunciou a nova chamada para o Fies. (Foto: Ana Carolina Moreno/G1)

No Facebook, Janine Ribeiro disse que a segunda edição do programa vai priorizar cursos com notas 4 e 5 nos indicadores de qualidade do Ministério da Educação, e que estudantes matriculados em instituições das regiões Norte e Nordeste, “por suas necessidades especiais, serão também priorizadas”. Além disso, só poderão solicitar financiamento estudantes com renda familiar de até 20 salários mínimos

 

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, disse nesta segunda-feira (8) que haverá, ainda neste ano, uma nova chamada de inscrições para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Essa foi a primeira vez que o governo deu um sinal positivo sobre novas vagas no Fies desde a conclusão do prazo dos novos pedidos de financiamento, que terminou em 30 de abril. “Nós já resolvemos isso: a chamada para novas vagas será feita em breve, no segundo semestre”, disse.

No início de maio, Janine afirmara que reabrir o sistema seria “inútil”, já que os recursos tinham se esgotado. A afirmação causou reação negativa de estudantes e de escolas privadas, que tiveram de oferecer formas alternativas de financiamento para não perder alunos novos.

Muitos estudantes relataram, ainda, problemas para se inscrever no sistema do Fies pela internet. Alguns chegaram a passar a noite na faculdade na tentativa de garantir uma vaga no financiamento.

Na primeira chamada do Fies, o programa contou com R$ 2,5 bilhões destinados para 252.442 novos contratos de financiamento. Metade de quem tentou obter crédito novo para financiar o curso superior neste ano ficou de fora. Para se ter uma ideia, em 2014, foram feitos 732 mil novos contratos em duas chamadas.

O Fies tem, ainda, 1,9 milhão de contratos ativos, ou seja, de estudantes que já tinham sistema de financiamento anteriormente e que continuam estudando.

Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Fies gastou R$ 13,7 bilhões em 2014. Entre fevereiro e agosto do ano passado, o governo federal publicou três medidas provisórias para abrir crédito extraordinário para o Fies, que passou a atender também a alunos de mestrado, doutorado e cursos técnicos.

Para conter gastos, o MEC decidiu limitar o prazo para pedido de novos contratos (antes, era possível entrar com a solicitação em qualquer momento do semestre letivo), vincular a aceitação do pedido de financiamento a cursos com notas mais altas nos indicadores de qualidade, privilegiar instituições de ensino fora dos grandes centros e exigir que os estudantes interessados em contratos de financiamento do governo tivessem média de pelo menos 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

As novas restrições no programa, porém, se depararam com a crescente demanda dos estudantes, e o resultado foi um período de instabilidade nos sistema, devido à grande procura por novos contratos, e o esgotamento da verba do Fies de todo o ano de 2015 para novos contratos.

O orçamento do Fies para novos contratos durante todo o ano de 2015 era de R$ 2,5 bilhões e, segundo o ministro, essa verba foi gasta inteiramente para atender aos 252.442 novos contratos fechados no prazo do primeiro semestre. Segundo o MEC, 178 mil pessoas tentaram celebrar novos contratos e não conseguiram.

Por isso, a segunda edição do programa para novos contratos ficou indefinida até esta segunda-feira. Os únicos financiamentos garantidos pelo MEC são os já vigentes, que foram assinados até o fim de 2014.

Fonte: G1

unidas farma Jose Tannus 1 unidas farma Jose Tannus 2

Escritório contábil reis

Veja também

Os 12 projetos mais bizarros aprovados pela Lei Rouanet

Através da Lei Rouanet, veja a lista com patrocínios para artistas renomados, eventos de luxo …

Profissionais da rede estadual de Educação protestam

 Profissionais da rede estadual de Educação de Porciúncula saíram em passeata protestando contra o descaso …

Notas do Enem serão divulgadas esta semana

Mais de 5 milhões de candidatos saberão a nota do Enem. Os estudantes terão acesso a …

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: