Home » Noroeste Fluminense » Menina que teve a mãe assassinada em Campos continua desaparecida

Menina que teve a mãe assassinada em Campos continua desaparecida

Continuam neste domingo as buscas por Izabelli Pereira Laurindo, de 10 anos, que desapareceu após o assassinato de sua mãe na noite da última quinta-feira (15/05) no Assentamento Zumbi dos Palmares 4, em Campelo, localidade de Campos.

Tamiris de 10 anos continua desaparecida
Gilcilene e sua filha Izabelli, que continua desaparecida

A Polícia Civil informou que ainda não tem nenhuma pista sobre o paradeiro de Izabelli. A Polícia Militar segue com as buscas pela menina pelos arredores do assentamento onde o crime aconteceu.

De acordo com o delegado adjunto da 146ª Delegacia Legal de Guarus, Pedro Emílio, a polícia não tem nenhuma novidade sobre o caso. Ele contou ainda que policiais militares do batalhão de Itaperuna (29º BPM) estão ajudando os militares de Campos nas buscas.

As buscas pela criança permanecem e a polícia pede para quem souber qualquer informação sobre o desaparecimento de Izabelli, entrar em contato com a Polícia Militar ou com a Polícia Civil pelos telefones: 190, (22) 2735 4318 e (22) 2721 7711. A polícia garante o anonimato.

Adriano da Conceição Lima
Adriano da Conceição Lima

A polícia também segue na busca do principal suspeito de ter matado Gilcilene Paes Pereira, 44 anos. Adriano da Conceição Lima, de 23 anos, está foragido e a polícia trabalha com a hipótese de que ele tenha levado a criança após o crime.

INVESTIGAÇÃO

As investigações apontam para duas linhas: uma é que o crime tenha sido cometido por vingança, por conta de uma disputa de terra. A outra hipótese seria de crime de suposta conotação sexual.

Na tarde de sexta-feira (15/05) o pai do principal suspeito, J.B.L., foi preso por porte ilegal de arma e munição, após a polícia, em revista a sua residência, encontrar armas e munições.

Também foram apreendidos um pedaço de madeira com fios de cabelo, que a polícia acredita ser da vítima, e outros pequenos pedaços da mesma madeira, encontrados próximo a cabeça da mulher, além de lâminas quebradas que aparentam ser da faca utilizada para esfaquear Gilcilene.

Provável material usado para matar Gilcilene
Provável material usado para matar Gilcilene

Na casa do suspeito os policiais apreenderam uma garrucha calibre 22, um revólver calibre 32, cinco munições de calibre 38, seis de calibre 32, sendo uma deflagrada, além de dois cartuchos de calibre 12. Também na residência foi apreendida a calça, blusa e um tênis todos sujos de sangue. A polícia acredita que essas vestimentas tenham sido utilizadas por Adriano.

A polícia ainda deteve um vizinho do suspeito, que segundo o delegado seria amigo do jovem. Ele está sendo investigado como partícipe do crime.

Menina continua desaparecida
Menina continua desaparecida

Na casa do amigo do suspeito a polícia encontrou vestígios de sangue em uma moto, Honda Biz de cor preta e com placa de Campos já apreendida, e no chão do imóvel. Os policiais ainda disseram que ele também foi visto na manhã desta sexta junto com o Adriano. Amostras de sangue foram coletadas da moto e enviadas para análise.

Veja também

PMs salvam vida de bebê com massagem cardíaca

Fato ocorreu no bairro Niterói,  Itaperuna, na última sexta-feira. Acionados por familiares, PMs salvam vida …

PM encontra jovem sequestrada em Orizânia

Polícia Militar em Mega Operação,em menos de 24h, libera jovem que foi sequestrada em Orizânia. …

Suspeito de pedofilia é preso em Pedra Dourada

Caso ocorreu em Pedra Dourada. Suspeito de pedofilia era pai da criança, de apenas 9 …

Um comentário