Home » Destaques » Mulher que esfaqueou enfermeira pode ter problemas psicológicos

Mulher que esfaqueou enfermeira pode ter problemas psicológicos

A avó de um bebê invadiu um hospital de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, e esfaqueou uma enfermeira poucos dias após a criança recém-nascida morrer dentro da unidade de saúde. O caso foi no início da manhã desta segunda-feira (8) no Hospital dos Plantadores de Cana, no Centro de Campos. Segundo informações da Polícia Militar, a agressora contou, ainda no local do crime, que o neto havia morrido e a filha permanecia internada na unidade. A enfermeira agredida levou duas facadas e é responsável pela UTI Neonatal. Ela foi encaminhada para o Hospital Ferreira Machado, mas não corre risco de morrer.

A faca utilizada na tentativa de homicídio contra a enfermeira
A faca utilizada na tentativa de homicídio contra a enfermeira

 

A assessoria do Hospital dos Plantadores de Cana(HPC) informou ao Campos 24 Horas que o bebê que morreu na UTI neonatal era prematuro e sua mãe teve uma gravidez de alto risco.

A delegada responsável pelo caso, Ana Paula Carvalho, informou que tudo leva a crer que a agressora planejou tudo, ou seja, foi ao hospital e esfaqueou a enfermeira por vingança, já que não aceitava a morte da neta.

A agressora da enfermeira Pâmela Costa Araújo(32 anos), Claudéa Ribeiro Jurdino Sampaio(44 anos), foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio. Ela possui  passagens pela polícia, sendo uma delas por ameaça, e teria problemas psicológicos.

A acusada foi presa em flagrante por tentativa de homicídio
A acusada, que foi presa em flagrante, teria problemas psicológicos

Como aconteceu
Claudéa Ribeira Jurdino Sampaio invadiu o Hospital dos Plantadores de Cana por volta das 8h desta segunda-feira (8) e esfaqueou a enfermeira da UTI neonatal, Pâmela Costa Araújo. Segundo a polícia,  a agressora é avó de um bebê que  morreu na última quinta-feira (4) após um parto. Claudéa ficou inconformada com a morte da neta e retornou ao hospital nesta manhã. Para conseguir entrar, a agressora disse na recepção que iria à Ouvidoria do hospital.

A acusada é  moradora em Saturnino Braga, na Baixada Campista e foi presa no interior do hospital. A faca usada por ela foi apreendida. Ela teria alegado que, ao saber que sua neta não estava bem, tentou retirá-la do hospital, mas não conseguiu autorização, pois era um caso grave, já que a criança era prematura.

Após ser controlada por policiais militares, Claudéa foi encaminhada para a Delegacia de Atendimento à Mulher, que funciona no mesmo prédio da 134ª DP/Centro. A delegada Ana Paula Carvalho ainda informou que Claudéa pode ter problemas psicológicos.

presa-0809-6A  direção do Hospital Plantadores de Cana (HPC), informou que a enfermeira Pâmela Costa Araújo foi encaminhada para o Hospital Ferreira Machado (HFM) e não corre risco de morte. Ela foi atingida no braço esquerdo e no abdômen. No final do dia, Pâmela recebeu alta médica e prestou à polícia em sua casa.

Nota do Hospital dos Plantadores de Cana

A direção do Hospital Plantadores de Cana ( HPC) informa em que a funcionária atingida foi encaminhada para o Hospital Ferreira Machado (HFM) tem quadro estável e não corre risco de morte. Quanto ao fato ocorrido, a direção está aguardando a apuração da polícia. Informa ainda que os funcionários que estavam no interior do hospital, e presenciaram o fato na manhã desta segunda feira foram ouvidos na delegacia policia. Quanto a funcionária atingida, a direção do hospital está prestando assistência.

Veja também

Curso de crochê: Geração de renda e terapia

Curso de crochê oferecido pela Prefeitura de Porciúncula. Uma atividade que tem ido muito além da …

Conselhos de Mestre Ahmed Ameba Trololó – Humor

De volta ao Blog do Tribuna, o seu, o meu, o nosso, Mestre Ahmed Ameba …

Mau tempo adia “Show de Prêmios” em Porciúncula

 “Show de Prêmios” em Porciúncula é adiado devido ao mau tempo com previsão de chuvas …

Um comentário

  1. Pingback: payday loan canada