Home » Destaques » Preso homem que foi filmado agredindo a mãe

Preso homem que foi filmado agredindo a mãe

Vídeo que circulou pelas redes foi a arma utilizada para identificar e prender homem que foi filmado agredindo a mãe, em São Luiz do Maranhão

Ao ser preso na manhã desta sexta-feira, Roberto Elísio Coutinho, que foi filmado pela própria esposa, agredindo a própria mãe, uma idosa de 84 anos, alegou que que se arrepende e que fez isso por conta de um problema de saúde mental.

O vídeo com as agressões foi parar na internet, revoltando a todos pela crueldade e circulou por todo o Brasil, em uma campanha espontânea para que o monstro fosse identificado, o que ocorreu hoje, com sua consequente prisão.

Roberto estava desaparecido desde a noite dessa quinta-feira (25), após a repercussão dos vídeos nas redes sociais e foi preso em uma residência no município de Raposa, na Região Metropolitana de São Luís (MA).

Os vídeos foram gravados pela companheira do agressor, que não teve o seu nome revelado. A idosa foi encaminhada nesta sexta ao Instituto Médico Legal (IML), onde realizou exames.

 Veja a reportagem do G1

Polícia prende homem flagrado em vídeos agredindo a mãe no MA

Ao ser perguntado sobre os vídeos que mostram a agressão, Roberto diz que irá comprovar que as gravações são falsas e esclarecer que a verdade venha à tona. “Eu vou fazer com que tudo isso seja esclarecido e a verdade venha à tona (…) acontece que nem tudo é do jeito que se vê”, disse.

Roberto diz acreditar que o vídeo sofreu edições, e não comprova a verdadeira história. “Aquilo ali na hora que você está mencionando não foi daquela forma. Acontece que vocês da imprensa, acham que olham uma coisa e acham que aquilo é verídico. Vocês não querem entender que se faz montagem, que se faz armação, que se cria situação, porque, porque o que sai mais na mídia é agressão de um filho contra uma mãe, entendeu? Então se eu for perder meu tempo em ter que esclarecer para um monte de comentário de gente, eu não posso fazer nada. Então eu tenho apenas que provar para a Justiça que entendeu, o que realmente está se passando”, disse.

 

Em outro momento da entrevista, o acusado mudou de tom, relatou seu arrependimento em praticar as agressões e diz que as cometeu por conta de um problema mental de saúde que possui, do qual seu humor sofre diversas alterações.

“Acontece que eu estou sofrendo de um problema, eu tenho uma doença que está na fase do início do tratamento, eu já deveria estar mais adiantado e ter me tratado, entendeu? (…) meu amigo se eu tivesse como voltar ao tempo eu nunca teria feito uma coisa daquela”, disse.

“Eu não estou lhe dizendo de forma alguma que eu estou correto, que eu estou certo. Eu só estou lhe dizendo que para uma pessoa fazer uma coisa dessa, das duas ou uma, ou ela não tem sentimento, ela é tipo como se fosse um monstro ou ela é uma pessoa doente, entendeu? Para mim não tem outra opção. E eu estou lhe explicando, eu me encaixo no grupo de uma pessoa que tem uma doença entendeu? Uma doença que, eu sei que você não é médico, mas já deve ter ouvido falar o que é uma esquizofrenia, como ela se manifesta como ela fica em você”, afirmou.

Roberto ainda disse reconhecer seu erro e afirmou que, por causa do seu problema, vai tomar providências e deverá se internar para se tratar. Sobre a situação da sua mãe, ele afirma que ela deverá morar com seu filho enquanto ele faz tratamento. “Eu estou reconhecendo meu erro, e para que isso não aconteça mais eu vou ter que, dessa forma me internar e para fazer tratamento. Eu vou me internar pra ser tratado e vou deixar ela com o meu filho, entendeu?”, disse.

Roberto foi preso em uma residência no município de Raposa, na Região Metropolitana de São Luís. (Foto: Divulgação/Polícia)

 Por G1 MA, Mirante AM