Home » Destaques » Programa Rio Rural destinará R$ 30 milhões para municípios do Norte, Noroeste e parte da Região Serrana assolados pela seca

Programa Rio Rural destinará R$ 30 milhões para municípios do Norte, Noroeste e parte da Região Serrana assolados pela seca

Medida beneficiará cerca de 13 mil pequenos produtores  

Paraiba do sul seca
Em Campos, o Paraiba do Sul atingiu o nível mais baixo de sua história, chegando a 4,80 metros

A Secretaria de Agricultura, divulgou na sexta-feira, 16 de janeiro, que vai disponibilizar, através do programa Rio Rural, recursos na ordem de R$ 30 milhões, para amenizar os prejuízos causados pela seca, a cerca de 13 mil pequenos produtores  do Norte e Noroeste Fluminense e parte da Região Serrana.

 

 

Os recursos serão disponibilizados por meio de financiamento do Banco Mundial e deverão ser utilizados para perfurar poços artesianos para captação de água e aquisição de alimento para os rebanhos, visto que estas regiões sofrem com a maior seca dos últimos 20 anos.

Segundo cálculos da secretaria de Agricultura, estima-se que, com esses recursos, sejam perfurados entre 50 e 60 poços de grande porte, que irão fornecer água para as microbacias hidrográficas dessas regiões, possibilitando com que os produtores a utilizem na irrigação da lavoura e para consumo dos animais.

Muriaé seco
Em Itaperuna, a seca do Rio Muriaé, chegou a níveis nunca vistos em sua história

 

Os produtores que forem beneficiados terão que oferecer como contrapartida o comprometimento da adoção de medidas que minimizem os efeitos de uma nova estiagem, como preservar as nascentes, matas ciliares e realizar ações de replantio.

O cumprimento dessas ações será fiscalizado pelos comitês permanentes já existentes nas regiões com microbacias hidrográficas.

6nov2014---o-municipio-de-sao-fidelis-no-rio-de-janeiro-decretou-estado-de-emergencia-devido-a-forte-seca-que-atinge-a-regiao-causando-muito-prejuizo-aos-agricultores-e-produtores-locais-que-veem-seu-1415290046017_615x30
Só em São Fidélis, a estiagem foi responsável pela morte de 1.100 cabeças de gado

 

Os produtores já estão começando a serem cadastrados para poderem contar com o benefício.

O projeto conta com análises técnicas para descobrir água no subsolo para a perfuração dos poços e construção de silos hídricos que servirão de reservatórios de água.

Val Oliveira/Blog do Tribuna

Veja também

Curso de crochê: Geração de renda e terapia

Curso de crochê oferecido pela Prefeitura de Porciúncula. Uma atividade que tem ido muito além da …

Conselhos de Mestre Ahmed Ameba Trololó – Humor

De volta ao Blog do Tribuna, o seu, o meu, o nosso, Mestre Ahmed Ameba …

Mau tempo adia “Show de Prêmios” em Porciúncula

 “Show de Prêmios” em Porciúncula é adiado devido ao mau tempo com previsão de chuvas …