Home » Destaques » Propaganda eleitoral no rádio e TV começará á partir do dia 19 de agosto

Propaganda eleitoral no rádio e TV começará á partir do dia 19 de agosto

Dilma terá 11 min e 48 seg. Aécio 4 min e 31 seg. Campos,1 min e 49 seg.

Com o término do prazo para coligações, está definido o tempo de mídia que cada candidato á presidência da República terá no rádio e TV durante o de propaganda eleitoral que se inicia no dia 19 de agosto.

A coligação de partidos define o tempo que cada candidato terá no horário eleitoral. O cálculo é feito com base no tamanho da bancada de deputados na Câmara, ou seja, quanto maior a bancada, mais tempo no horário eleitoral.

Após tensas negociações e polêmicas entre candidatos, a presidente Dilma, que é candidata à reeleição, terá, sozinha, praticamente a metade do tempo de toda a propaganda eleitoral, ou seja, 11 minutos e 48 segundos de tempo. (que corresponde a 47,2% do tempo total).

Aécio Neves, mesmo coligando com 9 partidos, conseguiu apenas 4 minutos e 31 segundos de tempo na mídia. (Aécio coligou com 9 pequenos partidos, enquanto Dilma é apoiada por nove legendas, a maioria partidos grandes, como o PMDB, que tem a segunda maior bancada, atrás do PT.

Eduardo Campos, o terceiro mais bem colocado nas pesquisas de intenção de votos, que tem seis partidos pequenos em sua coligação, conseguiu apenas 1 minuto e 49 segundos.

              Os principais candidatos, seus programas e desafios:                         

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                              Dilma Rousseff (PT)

Dilma Rousseff
Dilma Rousseff

 

 

Programa: A maior bandeira é ampliar programas sociais e de redistribuição de renda, como Bolsa Família, Mais Médicos e Minha Casa, Minha Vida. Ela defende estímulo à produção para manter os empregos em alta.

 

Desafio: Retomar o crescimento econômico do país, tido como fundamental para dar continuidade aos programas sociais e evitar que o desemprego volte a assombrar o trabalhador.

 

 

 

 

 

        

 

 

Aécio Neves (PSDB)

Aécio
Aécio Neves

 

 

 

Programa: Opositor ao modelo petista, tem no combate à corrupção e na estabilidade da moeda a base do discurso. É defensor ferrenho do agronegócio. Na área de segurança, prometeu espalhar UPPs pelo país.

 

Desafio: Mostrar para a sociedade que arrumar a economia não pode representar um retrocesso nas políticas de redução da pobreza e da desigualdade social, conquistas do atual governo.

                              

 

 

 

Eduardo Campos (PSD)

Eduardo Campos
Eduardo Campos

 

 

Programa: Ele se apresenta como uma terceira via, de aperfeiçoamento da atual gestão e em busca de uma sintonia maior com os setores da sociedade descontentes com os erros dos últimos governos de PT e PSDB.

 

Desafio: Conseguir mostrar força além da Região Nordeste e, principalmente, se colocar como uma alternativa real às outras duas opções, em vez de ser apenas mais uma candidatura

 

 

 

 

 

 

O horário eleitoral gratuito no primeiro turno, se encerra no dia 2 de outubro, três dias antes das eleições.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: