Home » Coluna do Rabugento » Racismo?

Racismo?

images

 

A menina foi flagrada gritando “macaco” por duas vezes pela TV, no meio de outros milhares que gritavam a mesma coisa. Isso foi suficiente para a vida dela ser totalmente desarrumada. Perdeu o emprego, foi expulsa do quadro de sócios do clube que freqüentava, teve que abandonar a própria casa onde morava com a família, pois os justiceiros passaram a apedrejar a residência. Se sai na rua, tem sempre um coro pronto para chamá-la de “racista”

O goleiro Bruno participou diretamente do assassinato de uma moça, bem como da ocultação do corpo. Há quem tenha pena, e ainda há quem torça para que consiga uma progressão de pena para poder “exercer sua profissão dignamente” num clube de Minas Gerais. Não ouvi falar sobre nenhuma manifestação na porta do tal clube por querer empregar esse rapaz em detrimento a tantos outros talentosos, honestos e desempregados que esperam por uma oportunidade.

O médico de nome difícil de guardar abusou de mais de 30 mulheres indefesas, sedadas, pegou 278 anos de prisão, tendo sua liberdade provisória autorizada pessoalmente por um desses ministros do STF, se não me engano o de nome Gilmar Mendes. Não tenho certeza. O fato é que não vi ninguém além das próprias vítimas se incomodando com o crime desse senhor a ponto de ir a público clamar por justiça.

Uma moça recentemente foi morta a pauladas por populares, porque confundiram sua fotografia no Facebook com a de uma criminosa. Que chorem o viúvo, os pais e os filhos órfãos, pois a justiça e o povo não se importam mais.

Dos políticos e suas aventuras seguidas de reeleições, nem vou falar.

Os exemplos foram pra ilustrar o que tenho observado: uma desproporcionalidade tremenda na hora de tratar cada caso, conforme a conveniência e o apelo que os canais de televisão dão. Nossos formadores de opinião hoje são pessoas que merecem apenas nosso respeito enquanto cidadãos, mas sem nenhuma experiência ou conhecimento para nos ensinar como pensar. Jogadores de futebol, atrizes, apresentadores, etc não são os modelos de pensadores que mereçam qualquer admiração, falando de modo geral.

Colocando as coisas nos devidos lugares: racismo, ou no caso da menina “injúria por racismo”, é crime sim, e merece punição sim. Punição para educar e não repetir. Porque todos devemos respeitar os que são diferentes de nós.

Hoje podemos chamar todos de “viado” no estádio, porque homofobia, nesses termos, AINDA não é crime, embora todos saibam que é muito feio. Estranhamente, no dia em que nossos nobres representantes sancionarem uma lei que preveja prisão inafiançável para “injúria homofóbica”, os mesmos que gritam “viado” hoje vão linchar quem fizer igual lá na frente. Somos todos hipócritas sim.

A pena para o crime da garota, segundo li, é prisão de 1 a 3 anos, e como ela deve ser ré primária, isso se converte em prestação de serviços comunitários ou coisa assim. Sei lá se é brando ou não, mas é a lei que temos. Injusto somos nós, populares, deliberarmos pelo linchamento da moça em praça pública, enquanto até simpatizamos por criminosos MUITO mais perigosos. Tão ruim quanto os criminosos são os justiceiros.

Quanto à minha opinião específica sobre a tal moça: achei muito feio o que ela fez, dispenso ser amigo dela ou de quem quer que seja que aja como ela agiu. Entendo e me comprometo com o respeito pelo histórico secular pelo que passaram os negros até chegarmos ao ponto atual, que faz com que ofensas dessa natureza sejam realmente diferentes de xingamentos comuns. Da mesma forma, eu compro as brigas de minorias igualmente oprimidas, como os não-heterossexuais, por exemplo. Mas não desejo mal a ela.

E quanto à punição ao clube, normalmente eu seria contra, mas nesse caso apóio. Por uma sutileza que percebi nos reclames das duas partes ao longo das discussões dos últimos dias: não se trata de “uma meia dúzia de mal educados”. Na verdade, é um percentual bem razoável (uns milhares) da torcida (que sustenta o clube) que tem esse tipo de comportamento deprimente. São reincidentes quase semanais, já há bastante tempo. Umas semanas atrás cantaram alegremente a morte do jogador Fernandão, enquanto a viúva e filhos estavam presentes no estádio. É preciso cortar esse mal pela raiz. Se deixarmos, esses retardados mentais se multiplicam. Na Europa tem até grupos que entoam cantos nazistas. Pode isso?

Veja também

TORCEDORA GREMISTA É IDENTIFICADA E PODE SER PROCESSADA POR RACISMO

Identificada torcedora que foi flagrada chamando o goleiro do Santos de “macaco”. Patrícia Moreira, este …

Caso de jovem que sofreu racismo no Facebook tem repercussão em todo o Brasil

 Notícia do jovem casal de Muriaé, que foi vítima de racismo na rede social Facebook,  ganhou repercussão …

Avante, avante Porciúncula!

 Coluna do Rabugento: Por Rodrigo Santiago                   …

Um comentário