Home » Destaques » Smartphones Galaxy S6 chegam ao Brasil em abril

Smartphones Galaxy S6 chegam ao Brasil em abril

Guilherme Tagiaroli

Do UOL*, em Barcelona

  • Brasil receberá o Galaxy 6 um pouco depois do lançamento global dos dispositivos, que vai ser em 10 de abrilBrasil receberá o Galaxy 6 um pouco depois do lançamento global dos dispositivos, que vai ser em 10 de abril

A Samsung confirmou nesta segunda-feira (2) que o Brasil receberá os novos Galaxy S6 no mês de abril — um pouco depois do lançamento global dos dispositivos, que vai ser em 10 de abril. A companhia disse que ainda trabalha em preço. Porém, por se tratar do topo de linha da companhia, ele deve ser posicionado próximo de seus principais concorrentes, com preço na casa dos R$ 3.000 (desbloqueado).

Em comum, os aparelhos têm tela de 5,1 polegadas quad-HD,  duas câmeras (sendo a  traseira de 16 megapixels com estabilização óptica, e a frontal de 5 megapixels), 3 GB de memória RAM DDR 4 e virão em três diferentes capacidades de armazenamento: 32 GB, 64 GB e 128 GB (todas sem capacidade de expansão com cartão microSD).

O processador será o Samsung Exynos de oito núcleos (sendo quatro núcleos funcionando em 2,1 GHz e outros quatro a 1,5 GHz) de 64-bit, o que permite fazer atividades com mais rapidez, e que o celular comporte mais memória RAM.

O Galaxy S6 e o Galaxy S6 Edge já virão com  a opção de fazer pagamentos pelo celular por meio da plataforma Samsung Pay. Com ela, os donos dos aparelhos poderão usar seus smartphones como “cartões” de débito ou crédito. Com a tecnologia desenvolvida pela companhia, basta o usuário selecionar o cartão em seu smartphone e aproximá-lo de uma máquina parecida com a usadas na maioria dos estabelecimentos.

A empresa disse também que melhorou a bateria. No entanto, como ainda não existe duração eterna, a companhia melhorou o processo de carregamento. Segundo eles, após dez minutos na tomada, os aparelhos têm uma autonomia de 4 horas.

Impressões: Galaxy 6 e Galaxy S6 Edge

Os dois aparelhos têm hardware bem parecidos. O acabamento de metal na “moldura” dos smartphones passa uma firmeza pouco vista nos smartphones da série Galaxy S, da Samsung, acostumados com o acabamento de plástico.  Eles, além do display de vidro, também contam com um vidro Gorila Glass na traseira dos dispositivos.

Ambos contam com design minimalista e funcional. No entanto, o Galaxy 6 Edge acaba se destacando. O dispositivo é desses que todo mundo presta atenção quando alguém está mexendo, graças, especialmente, às suas curvas “vazadas na tela” — fica parecendo que ele não tem uma “moldura”.

A tela vazada não atrapalha em nenhum momento a navegação com toques acidentais das mãos, enquanto o usuário segura. No entanto, fica a pergunta: então qual é a utilidade dela?

No Galaxy Note Edge, lançado durante a IFA de 2014, era possível configurar alguns ícones. Já nesse, é, basicamente, uma questão de estética, apesar de ajudar a passar a sensação de imersão ao utilizá-lo.

A única função “útil” da tela curva é ajudar a identificar os contatos VIP. Na nova interface do sistema da Samsung, é possível configurar um número limitado de pessoas importantes e atribuir cores a elas. Quando elas entram em contato, o telefone exibe essa cor. Com o display do Edge, mesmo voltado para baixo, é possível ver a notificação de que está entrando em contato.

Interface

A interface do Galaxy S6 ganhou algumas melhorias significativas, apesar de manter o  “jeitão” de todos os Galaxy. O destaque nos novos aparelhos é o design minimalista dos aplicativos para fazer chamada e o de contatos, que estão mais simples e bonitos.

Tirando esses itens, a navegação é igual ao dos antecessores, inclusive com alguns menus congestionados, como o configurar, onde os ícones são muito pequenos. A área de notificações continua poluída comparada com a de um telefone com Android Lollipop puro. Enfim, uma questão de gosto.

Câmera rápida no gatilho

No rápido teste da reportagem, a câmera se mostrou ágil em captar fotos e processar o auto-foco (mesmo quando a câmera foi acessada rapidamente, o clique ficava com qualidade satisfatória). Em outros dispositivos, é comum que a imagem fique borrada.

Há ainda outros truques relacionados à interface da câmera, como a opção de tirar fotos que pode ser ativada agora com dois rápidos toques no botão do aparelho, o modo profissional (que habilita modos de configuração avançadas de imagem) e a possibilidade de disparar selfies segurando o sensor de batimento cardíaco na parte traseira.

A companhia ainda promete captar vídeos e tirar fotos de qualidade com o sensor traseiro em ambientes escuros. A ver se isso funciona, pois, no ambiente do lançamento, o que mais tinha eram luzes por toda parte, e o acesso aos aparelhos era limitado.

Direto ao ponto: Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge

  • Conectividade: Wi-fi, 3G e 4G LTE.
  • Tela: 5,1 polegadas quad-HD (2560×1440) com 557 ppi (pixels por polegada).
  • Processador: Octa-core, sendo quatro de 2,1 GHz e outros quatro com 1,2 GHz.
  • Memória RAM: 3 GB DDR 4.
  • Câmeras: traseira é 16 megapixels com estabilização óptica; a frontal é de 5 megapixels.
  • Sistema operacional:  Android Lollipop 5.0 com interface TouchWiz, desenvolvida pela Samsung.
  • Armazenamento: 32 GB, 64 GB e 128 GB (sem expansão com cartão de memória)
  • Sensores: monitor cardíaco, acelerômetro, barômetro, proximidade
  • Dimensões e peso: 14,34 x 7,06  x 0,68 cm; 138g (Galaxy S6) e 142.1 x 70.1 x 0,77 cm; 132g (Galaxy S6 Edge)
  • Bateria: 2.550mAh (Galaxy S6)  e  2.600mAh (Galaxy S6 Edge)

*O jornalista viajou a convite da Samsung

As informações são do UOL