Home » Destaques » Tarifa de energia da Ampla será reduzida para 37,34%

Tarifa de energia da Ampla será reduzida para 37,34%

 

Com a redução, que entra em vigor no dia 15, o aumento médio da Ampla caiu de 42,19% para 37,34%. Para os consumidores residenciais, o reajuste caiu de 34,95%  para 30,25%.  Para os consumidores de alta tensão (indústrias), o índice foi reduzido de 56,15% para 51,09%.

energia1
A concessionária Ampla é a, responsável pela distribuição de energia nas regiões Norte e Noroeste Fluminense. Foto: Divulgação.

 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) alterou nesta terça-feira (7) os reajustes aprovados para sete distribuidoras de energia elétrica. A decisão afeta os reajustes das distribuidoras CPFL Leste Paulista, CPFL Sul Paulista, CPFL Jaguari, CPFL Santa Cruz, Energisa Borborema e Ampla.

A decisão ocorreu depois da aprovação, no final de março, do valor definitivo do encargo da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) – o valor que as empresas terão que pagar pelos empréstimos feitos para socorrer as distribuidoras e evitar a alta nas contas de luz no ano passado. As empresas terão quatro anos e meio (em vez dos dois previstos) para pagar esses empréstimos, no valor total de R$ 37,4 bilhões.

No caso da Concessionária Ampla, que atende a 2,5 milhões de unidades consumidoras, em 66 municípios do Rio de Janeiro, incluindo as regiões Norte e Noroeste Fluminense, o índice médio que entra em vigor dia 15 deste mês, caiu de 37,34%, para 30,25%, para consumidores residenciais e 51,09% para clientes de alta tensão. Anteriormente o aumento médio fora fixado em 42,19%.

Segundo a Aneel, a redução é resultado da ampliação do prazo para pagamento do empréstimo ao setor feito por meio da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica(CCEE), para cobrir os maiores custos de geração de energia no país.

No dia dez de março, a Ampla havia anunciado um aumento médio de 42,19% nas tarifas. O reajuste havia sido aprovado pela Aneel, mas agora o reajuste foi retificado e teve a redução anunciada ontem.

 Fonte:Campos 24 Horas.
Val Oliveira/ Blog do Tribuna.

 

Veja também

Mesmo com queda nas vendas, montadoras aumentam preços

Queda nas vendas e pátios lotados não inibem montadoras que reajustam preço dos veículos novos …

Consumidor terá de arcar com novo aumento na conta de luz

O sistema de bandeiras tarifárias, que eleva mensalmente as contas, não foi suficiente para cobrir …

Depois da gasolina e da energia, agora remédios sofrerão aumento

Reajustes dos remédios poderão chegar a 7,7%, segundo percentual fixado pela Câmara de Regulação do …

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: