Home » Destaques » Horário de verão começa neste domingo

Horário de verão começa neste domingo

Governo prevê economia de R$ 147,5 milhões com o horário de verão. Adiante seu relógio em 1 hora.

Faltam três dias para os brasileiros das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste adiantarem o relógio em uma hora. Exatamente às 0h de domingo, 16 de outubro, os brasileiros que moram no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e do Distrito Federal devem alterar os relógios. Esse horário vai vigorar até o dia 19 de fevereiro de 2017.

Adotada desde 1931, a medida gera economia de energia ao País, com menor consumo no horário de pico (entre as 18h e 21h). Isso porque as residências, indústrias e comércios brasileiros aproveitam melhor a luminosidade natural, que dura mais tempo nesse período.

Assim, o uso de energia gerada por termelétricas pode ser evitado, reduzindo o custo da geração de eletricidade.

horario-de-verao

Em 2015, o horário de verão permitiu poupar nada menos que R$ 162 milhões, segundo o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico). A economia foi possível porque não foi preciso adicionar mais energia de usinas termelétricas para garantir o abastecimento do País nos horários de pico.

Essa redução representa cerca de 4,5% da demanda de ponta das três regiões e é equivalente a uma vez e meia a carga no horário de ponta de Brasília ou o dobro da carga no horário de ponta de Florianópolis.

Adaptação ao novo fuso pode levar até 5 dias

Quem costuma sentir os efeitos da mudança de horário no organismo deve começar a se preparar desde já, adiantando gradualmente a hora de dormir. Segundo o médico Marcos Pontes, a adaptação pode ser feita em um período de cinco a sete dias.

“Orientamos as pessoas a tentarem acostumar o organismo a dormir uma hora antes, porque o período de adaptação vai de cinco a sete dias. Aí quando chegar o horário de verão, você já se acostumou a dormir mais cedo e acordar mais cedo”, diz o clínico geral do hospital Santa Lúcia.

Segundo ele, a mudança de horário altera a ordem temporal interna do nosso corpo, que regula os ritmos de sono e temperatura. “Com o horário de verão, tendo um desajuste, entra em uma fase de desordem temporal interna. Então, as pessoas acabam tendo que gerar uma nova sincronização porque esses ritmos têm fases diferentes.”

Crianças e idosos sentem mais a mudança

As consequências da mudança de horário no organismo podem ir desde mal estar, dificuldades para dormir, sonolência diurna e até alterações de apetite. Segundo Pontes, é preciso tomar alguns cuidados nos dias seguintes à mudança de horário, como evitar dirigir distâncias longas. “É a mesma coisa de fazer uma viagem de um fuso horário para outro, tem um período para o organismo se adaptar àquele novo horário”, diz o médico.

Os idosos e as crianças, por terem uma necessidade maior de sono e de rotina, podem sentir mais os efeitos da mudança de horário. “Principalmente as crianças que vão para a escola de manhã, vão ter que levantar uma hora mais cedo, podem ter uma sonolência maior pela manhã. Mas isso é uma coisa de hábito mesmo, é só manter aquele ritmo que o organismo vai se habituar”, afirma Pontes. Uma dica para melhorar a adaptação é dormir com a janela aberta, para que a luminosidade natural ajude a despertar mais cedo.

Fontes: R7 e Agência Brasil/Sabrina Craid

 

unidas-farma-Jose-Tannus-1 unidas tannus

Unidas-Farma-JF-Braz-1 Unidas Farma JF Braz 2

 

Veja também

Guarapari: O sonho mineiro de verão!

  Em comemoração aos 126 anos de nossa querida Guarapari, o Blog do Tribuna republica …

Verão começa nesta quarta-feira 21 de dezembro

A previsão neste verão é de que as temperaturas sejam mais amenas do que as …

Perigos no Mar: boias, pranchas e pequenas embarcações

Crianças sozinhas em pranchas, boias, botes e até canoas. A nova série do Tribuna: Perigos …

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: